21/10 15:00

Último dia da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) foi intenso, cheio de atividades, cultura, ciência e emoção.

Foto Mayara Laryssa

O evento promovido pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) proporcionou aos visitantes muito conhecimento, experiências, atividades culturais, contato com robôs e bastante aprendizado compartilhado de forma dinâmica, durante uma semana.

Na manhã de sábado (20) foram realizadas Oficinas de Robôs de Resgate; Oficina de Caligrafia Chinesa com Wang e Yang Fei; apresentação no palco principal da peça “Profissão sombra” com Danielle Alves, além de minicursos e workshops.

A tarde no stand da Secti, a coordenadora geral do Núcleo de Tecnologia para Educação da UEMANET, Ilka Serra, ministrou a palestra “A EAD e o desenvolvimento da ciência e tecnologia”.

“Com os cursos à distância de alguma forma o estado alcança uma quantidade maior de pessoas, então a promoção desses cursos contribui para reduzir às desigualdades sociais a medida que possibilitam que pessoas que estão longe das universidades tenham a oportunidade de adquirir conhecimento e formação de qualidade, por meio de um computador”, comentou Ilka Serra.

Os cursos à distância promovidos pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) abrangem praticamente todas as regiões do estado. São oferecidos 25 cursos grátis em diversas áreas, ao todo a Universidade possui 10 mil alunos que estudam à distância. E este ano a UEMA completa 20 anos de educação EAD.

Durante bate-papo no stand da Secti o Secretário Adjunto da Ciência e Tecnologia, Pedro Igor Nascimento, falou sobre os projetos da Secretaria e as perspectivas para o futuro.

“Nós executamos diversos projetos que têm contribuído para desenvolver tanto as pessoas quanto o estado, como o Cidadão do Mundo, que pretendemos ampliar o número de vagas em 2019, o Inova Maranhão, Maranet, Aulão do Enem, que tem ajudado milhares de estudantes, o Instituto Confúcio, que promove cursos gratuitos de mandarim, e divulga a cultura chinesa. E nós estamos refletindo em como o nosso trabalho pode mudar a vida das pessoas, acreditando e apostando na ciência como uma ferramenta de desenvolvimento”, declarou Pedro Igor.

Na sequência da programação teve uma conferência sobre “Como as experiências do Cidadão do Mundo no exterior tem contribuído para a redução das desigualdades no Maranhão: o caso do Rotaract João Paulo Praia; O presidente do projeto Rotaract, Levi Monteiro, que oferece em parceria com os participantes do programa Cidadão do Mundo, aulas gratuitas de inglês para a comunidade Itaqui-Bacanga, comenta que o objetivo da iniciativa é possibilitar a inclusão e contribuir para o desenvolvimento educacional.

“Muitos pais nos agradecem pelo projeto, que permite aos filhos deles terem acesso ao estudo de uma língua estrangeira, então é muito gratificante, pois temos como meta promover o desenvolvimento educacional nas comunidades”, disse Levi.

No palco principal foi realizada apresentação do Projeto Flauta Doce, da Escola de Música Bruno Ferreira da Silva, do município de Santa Rita; Madrigal São Luís, da Escola de Música do Estado, no stand da Secti e apresentação; do Coral de Libras “Somos um só “.

Encerramento e premiações

WhatsApp Image 2018-10-20 at 23.26.56
Às 19h foi a hora das premiações, 24 pesquisadores foram premiados em diversas áreas. A Reitora da UFMA, Nair Portela afirmou que a ciência precisa ser encarada como um projeto político de estado para que o país possa se desenvolver. “Agradeço a todas às instituições que estiveram aqui presentes nessa Semana. A ciência precisa ser encarada como um projeto político de estado, o Brasil precisa respeitar os seus pesquisadores. Parabenizo a todos que se envolveram nesse projeto”, comentou Nair.

Para o Presidente da Fapema, Alex Oliveira, a ciência é essencial para construir um estado e país melhores para todos. “Precisamos muito da ciência para que a gente possa desmembrar novos caminhos para nosso país, precisamos também da democracia, que caminha de mãos dadas com a ciência. Parabéns às instituições e muito obrigado”, disse Alex Oliveira.

O Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Davi Telles, agradeceu a todos que participaram e tornaram o evento possível e afirmou que a ciência é a revolução dos povos.

Foto Mayara Laryssa
“Muito feliz por mais uma conclusão exitosa de uma Semana de Ciência e Tecnologia no Maranhão. Esse ano resolvemos voltar para a capital depois de uma rica experiência nos interiores Imperatriz e Timon. Deixamos a mensagem de que às desigualdades precisam ser superadas e a promoção da igualdade regional, por isso entendemos como importante passar pelos interiores com a ciência, tecnologia e inovação. A ciência é a mola mestra, valor essencial para o desenvolvimento, a ciência e tecnologia é revolução dos povos, por isso optamos por ela para desenvolver o Maranhão”, disse Davi.

Contatos

contatos

Localização

localização

Click to open larger map

Av. dos Holandeses, Quadra 33, Nº 09 - Calhau, São Luís - MA