26/10 1:30

Cidade da Ciência tem vasta programação voltada para divulgação da ciência no Maranhão

A capital maranhense se torna a Cidade da Ciência durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia no Maranhão (SNCT), que acontece até sexta-feira (25), das 9h às 19h, na Casa do Maranhão. O maior evento em divulgação científica do Estado chega a sua 16ª edição, promovido pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti). Nesta quinta-feira (24), a programação do stand da Secti conta com lançamento de livros, bate-papo pelo Instituto Confúcio e Inova Maranhão, e entrevistas com reitores e diretores de centros de educação.

Serão lançados os livros ‘Xô Parasitoses! Saneamento básico: o ensino da parasitologia como instrumento de controle de parasitoses em estudantes’, pelos alunos da UEMA Daniele Pereira, Rayan Rubens da Silva Alves, Juliane Pinheiro Moraes Silva, Beatriz Ribeiro Ferreira, Welistony Camara Lima e Lourdineia de Fatima Oliveira Coelho; ‘Doces delírios meus’, por Kayla Maria Sousa da Silva (IEMA); ‘Cidades em cena na Amazônia Oriental: agentes, dinâmicas e processos’, por Jailson de Macedo Sousa (UEMASUL), e “Dialogando comigo: Divagações de uma adolescente’, por Thalia Viana Pessoa (IEMA).

Às 11h30, os professores do Instituto Confúcio Jiaxiang Wang e Wu Mi participam de um bate-papo com o tema ‘Descobrindo a cultura chinesa: desafio de pronúncia e caligrafia de mandarim’. A tarde, às 16h30, o Programa Inova Maranhão traz o diretor do Departamento de Empreendedorismo e Inovação da UFMA, Rafael Fernandes Lopes, para falar sobre ‘Empreendedorismo e Negócios: e o que tem a universidade a ver com isso?’. Em seguida, o bate-papo será com o diretor da Agência IFMA de Inovação, Daniel Gomes, com o tema ‘As ações de inovação do IFMA: Fábrica de Inovação, Erasmus+LAPASSION em São Luís e outros projetos’.

Nas Salas de 01 a 06 acontecem as oficinas, conferências, palestras e mesas redondas. O Espaço Cultural é palco para diversas atividades culturais, como exposição fotográfica, apresentações musicais, teatrais e de stand up. Além disso, a SNCT é composta por 33 estandes de instituições parceiras e instituições de ensino superior do Maranhão, que trazem vasta programação diária.

Ainda nesta quinta (24), a partir das 9h, na sala 01 serão abordados os temas: Sistema de Gestão Ambiental em Universidades; Uso Sustentável do Solo e Segurança Alimentar; Sustentabilidade: Multidimensões e Proteção de Direitos Fundamentais; Pitch; Explanando acerca do extrativismo de coco babaçu no Maranhão: Importância para o desenvolvimento sustentável e econômico. Já a Sala 02 recebe: Experimento de eletromagnetismo para motivar alunos do ensino médio; Obtenção de Acetileno a partir do Carbureto, uma alternativa para uso em Laboratório de Química; Reutilização de lixo eletrônico de informática.

Das 9h às 11h, acontecem oficinas na Sala 03: Conhecendo a proporção das queimadas na Amazônia e relacionando-a com variáveis meteorológicas em um programa computacional com interface gráfica. Às 14h será a vez de ‘Elaboração de projetos socioambientais’, e, às 16h, ‘Bioplástico’. Na Sala 04 terá as oficinas: Terapêuticas complementares para o alívio da dor; Transformando resíduos orgânicos em alimentos para as plantas; Conhecendo os fungos micorrízicos arbusculares: uma alternativa biotecnológica e sustentável. Já na Sala 05 serão: Não existe lixo! Reaprendendo com os 7rs; Nutrição e Bioeconomia: construindo uma alimentação sustentável; Reintegração de resíduos.

Outras oficinas acontecem na Sala 06, sendo elas: Economia do Maranhão e Bioeconomia: desafios para o desenvolvimento de novos produtos; A cultura dos afrodescendentes; Acessibilidade e inclusão: uso da áudio-descrição para construção de conceitos. As oficinas tem duração de 2 horas, sendo 9h às 11h, 14h às 16h e 16h às 18h. No Espaço Cultural terá a apresentação ‘A missão de Jasmim’, às 10h; Acústico com músicas cristãs e MPB, às 17h; e Coral Madrigal São Luís, às 18h.

Stand Secti

Divulgação

O Secretário da Ciência, Tecnologia e Inovação do Maranhão, Davi Telles inaugurou a programação de bate-papo no stand Secti, nesta quarta-feira (23). Ele destacou o potencial do Maranhão em ciência e inovação, ressaltando as ações relacionadas com o tema deste ano da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia no Maranhão, “Bioeconomia: Diversidade e Riqueza para o Desenvolvimento Sustentável”, além dos programas e projetos que o Governo está realizando, como o Cidadão do Mundo, Aulão do Enem e Inova Maranhão.

“Nós trouxemos para o nosso stand nossas atividades desenvolvidas durante todo o ano, queremos que todos conheçam mais sobre nossos investimentos na área de ciência e tecnologia e na área de educação. Estamos estimulando por meio de lançamentos de livros e bate-papo o dialogo sobe temáticas como inovação, empreendedorismo entre outras temáticas”, ressaltou o secretário.

No espaço também foi lançado o livro ‘Ectima Contagioso de Ovinos e Caprinos – a doença e sua vacina’, por Jailson Honorato (UEMASUL). Teve entrevista com a reitora da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UEMASUL), Elizabeth Fernandes. Nos bate-papos, o diretor de Inovação e Tecnologia do Grupo Educacional CEUMA, Marcos Barros falou sobre ‘Desafios para a Inovação’; a Chefe de Gerenciamento do Black Swan, Gabriela Mercedes explanou sobre ‘Black Swan e o ecossistema de inovação do Estado’ e a gerente de Mercado e Inovação do SEBRAE/MA, Keila Pontes, conversou sobre ‘Inovação é Lucro! A atuação do SEBRAE na Inovação’.

Um dos destaques foi a roda de conversa ‘After do CDM: Encontro de participantes do Cidadão do Mundo’, que reuniu mais de dez participantes desde a primeira edição. Eles partilharam suas experiências, aprendizados e desafios com o programa, destacando o intercâmbio em países como Canadá, Estados Unidos, Espanha e Argentina, e os idiomas aprendidos: inglês, francês e espanhol.

Outro case apresentado foi o Projeto SciencePub: ciência no happy hour, idealizado por Lucas Vieira, graduando do Curso de Engenharia da Computação (UEMA). “O projeto surgiu em outubro de 2016 e já completou 31 edições. A ideia é fazer com que a ciência seja vista de uma forma mais leve e descontraída. Nós nos reunimos para compartilhar conhecimento em uma mesa de bar, onde levamos um especialista da temática que será debatida. Começamos aqui no Maranhão e já expandimos para Santa Catarina. Criamos um ambiente mais intimista para debater com cientistas da área e aprender sobre as diversas ciências, tudo de forma gratuita”.

Ele também falou sobre os impactos sociais que o SciencePub tem e os assuntos com maior público. “Eu senti a dificuldade da academia em divulgar o que é feito lá dentro. No Brasil temos pesquisa de ponta e nem sempre isso é mostrado. Nós queremos com o projeto aproximar a sociedade das produções científicas desenvolvidas nos laboratórios. Já tivemos debates sobre temas diversos, mas os mais demandados foram da Teoria da Relatividade e Inova Maranhão”, completou.

Contatos

contatos

Localização

localização

Click to open larger map

Av. dos Holandeses, Quadra 33, Nº 09 - Calhau, São Luís - MA